Carreira

Profissional sim, mas, aonde ?


 Semana passada surgiu um debate aqui na 3Jane sobre um problema encontrado por muitas equipes quando se encontra um profissional ‘super-star’ .

Se você esta acostumado a ler o blog do Phillip Calçado já de ter deparado com o termo ‘super-star’, que é como ele se refere aos programadores que dominam as ferramentas com que trabalham e por isso têm alguma visibilidade no mercado.

 É bem provável que alguns dos leitores deste blog trabalham ou já trabalharam em equipes que tiveram a entrada de um super-star. Ae surge a pergunta: aonde você é um bom profissional ? Na empresa em que trabalhou ou no mercado, de uma forma mais ampla ?

 Existem alguns profissionais que são bons nas empresas ‘incubadoras’ onde eles foram formados. Dominavam todas as regras de negócio, eram verdadeiros dbas-desenvolvedores-gerentes-selecionadores de currículos plênos. Como o dono aqui da empresa costuma dizer, se o cara for atropelado pelo caminhão do leite a empresa tem que parar ( embora ele esqueça que no Brasil não temos caminhão do leite).

 É normal para qualquer um que já ocupou uma posição desta ( muito comum em empresas pequenas ) se sentir deslocado ao mudar de empresa. Quando saí da antiga empresa onde trabalhava para vir para a 3Jane me senti assim também. Mas o importante é entedermos que quando estamos em uma empresa nova, estamos lidando com novas regras de negócio, com novas pessoas ( e mentalidades ) e com provavelmente novas tecnologias.

 Não é incomum vermos alguns destes profissionais ‘super-stars’ tentando impor suas formas de trabalhar, criticando tudo e colocando sempre suas formas de pensar e trabalhar como as ideias. Mas a coisa não é bem assim. Como o Rafael DX7 disse durante a nossa conversa aqui na empresa ‘esses profissionais costumam lançar suas incapacidades nas pessoas ou rotinas a sua volta’.

 Sempre podemos otimizar os processos em nosso ambiente de trabalho – afinal de contas, é assim que nos destacamos. Mas nunca devemos nos esquecer que os processos são formados por pessoas, e que elas são a parte mais importante do sistema. Se essas pessoas não enxergarem que você esta ali para acrescentar, é melhor você repensar seus conceitos ou procurar o telefone da antiga empresa onde trabalhava.


I'm Pedro Mendes, a passionate developer and technology enthusiast. This blog covers programming and technology in the broadest sense possible. It's the place I collect my thoughts, work and findings to share with the public.

View Comments